Condromalacia Patelar - Optima Fisioterapia

 

 

 

 

O que é a Condromalácia Patelar?

Condromalácia patelar é a degradação e enfraquecimento da cartilagem que recobre o osso da patela (o pequeno osso que temos à frente do joelho) frequentemente associada a dores.

 

 

 

Sintomas

Os sintomas mais comuns são:

. dor ao redor ou atrás da patela

. dor que se inicia após atividades de dobrar ou esticar o joelho (agachar, subir escadas, correr, saltar, etc)

. dor após ficar muito tempo sentado

. rangidos e estalos ao dobrar/esticar joelho

 

 

 

Diagnóstico

O diagnóstico é feito através dos sintomas e da realização de alguns testes ortopédicos, e confirma-se as alterações da cartilagem no exame de ressonância magnética.

 

 

 

Graus de Condromalácia

A degradação da cartilagem é dividida em 4 níveis de gravidade:

 

(1) amolecimento e inchaço da cartilagem

(2) fissuras menores ou iguais a 1,26cm de diâmetro

(3) fissuras maiores que 1,26cm de diâmetro

(4) fissuras que deixam o osso exposto

 

 

 

Fatores de Risco

Fatores de risco são todos os aspectos que favorecem o desenvolvimento da condromalácia patelar. Dentre os mais importantes estão:

. fraqueza muscular de coxas (especialmente do músculo quadríceps)

. alterações biomecânicas (ex: joelho valgo)

. alterações estruturais ósseas (alterações no formato do osso, especialmente do fêmur)

. encurtamento muscular

. pé pronado

. limitações articulares

. sexo feminino

. erros de treinamento esportivo

 

 

 

Prevenção

Para prevenir o desenvolvimento da condromalácia patelar devemos minimizar os fatores de risco modificáveis. Manter o bom condicionamento muscular e alongamento das coxas e pernas, especialmente do quadríceps é uma orientação importante. A correção da biomecânica pode ser bastante útil, assim como, para aqueles com limitações articulares, a restauração da amplitude de movimento de quadris, joelhos, tornozelos e pés.

 

 

 

Tratamento para Condromalácia Patelar

O tratamento é feito com uma Fisioterapia Especializada em Condromalácia Patelar.

 

Nosso método é exclusivo e desenvolvido para dar o maior benefício possível a você e a todos que tem condromalácia patelar.

 

Com ele é possível diminuir, praticamente, 100% das dores em 4 semanas de tratamento(*).

 

 

 

(*) resultados observados em dois estudos. O primeiro foi feito pela Universidade de Kentucky nos EUA, no qual corredores que apresentavam alterações biomecânicas importantes realizaram correção do movimento e obtiveram uma melhora de, praticamente, 100% nas dores que sentiam ao correr. O segundo foi realizado no Reino Unido, com militares de 17 a 25 anos, com dor aguda e sem histórico de luxação patelar, que realizaram sessões de Fisioterapia diariamente. Não temos como garantir resultados.

 

 

 

Por que podemos alcançar esse tipo de resultado?

Porque oferecemos um tratamento embasado cientificamente, individualizado, personalizado, que se baseia na busca da causa de sua lesão e é fundamentado nos métodos mais modernos de tratamento.

 

 

Avaliação Clínica

Avaliamos não apenas sua postura, mas seus músculos, articulações, estruturas e tudo mais, incluindo uma avaliação biomecânica do movimento.

 

Avaliação Biomecânica

Utilizamos aplicativo específico para filmagem, de forma que podemos lhe mostrar, em câmera lenta, as alterações de seu movimento que causam a dor.

 

Raciocínio Clínico Avançado

Todas as informações das avaliações devem ser correlacionadas para identificarmos a causa das suas dores. Uma vez que isso é feito, elaboramos um programa de tratamento individualizado pra você.

 

Tratamento Individualizado

Buscamos tratar a causa do seu problema. Isso pode envolver exercícios, correção da biomecânica, eletroestimulação, alongamentos, bandagens adesivas e outras técnicas.

 

 

 

Causas Biomecânicas da Condromalácia Patelar

1. Valgo dinâmico do joelho

É quando, durante o movimento (corrida, salto, descer escadas, etc) o joelho "cai pra dentro". Isso proporciona um desalinhamento da patela e aumenta a compressão da cartilagem.

 

2. Queda da bacia oposta

Ocorre quando, durante a corrida, quando um dos pés está apoiado a bacia, ao invés de nivelada horizontalmente, cai em excesso do lado oposto ao pé, aumentando a  tensão muscular e a compressão da cartilagem.

 

3. Limitação de movimento do tornozelo

Quando o tornozelo está travado, rígido, ocorre uma compensação no joelho que, muitas vezes, passa a realizar o "valgo dinâmico" (acima).

 

4. Excesso de flexão do joelho

Muitas vezes observado em corredores, o excesso de flexão na corrida também promove aumento da compressão da patela no joelho.

 

5. Fraqueza Muscular

A fraqueza dos músculos pode levar a uma falta de estabilidade na articulação e fragilidade articular.

 

6. Outras origens

Quaisquer rotações entre perna e coxa podem aumentar a compressão da cartilagem. Outras causas, como excesso de treinamento, falta de repouso, e outras, devem ser avaliadas e analisadas também.

 

 

 

Técnicas e Métodos Utilizados

Alguns exemplos das técnicas e métodos que utilizamos para tratar a condromalácia patelar.

 

 

Exercícios

Recrutamento Muscular: exercícios simples para acordar músculos que estão inativos e fazer o fortalecimento inicial da musculatura em quem tem muita fraqueza.

Fortalecimento Muscular: fortalecimento com elástico, tornozeleiras ou exercícios com o peso do corpo. Auxilia na estabilidade articular e é importante na diminuição da dor

Treinamento Resistido: para aqueles que já recuperaram parte da força muscular passamos a utilizar treino em aparelhos para aprimorar ainda mais a força e a estabilidade articular.

Treinamento Resistido para Dor: protocolos específicos de treinamento resistido para pessoas com joelho muito sensível à dor.

Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva: método que envolve resistência manual e torna mais fácil o recrutamento e o trabalho sincronizado da musculatura, promovendo benefícios na força, na coordenação e na diminuição das dores.

 

 

Eletroestimulação e Eletroanalgesia

Eletroestimulação: auxilia no fortalecimento muscular e na analgesia, usamos o modelo HTM portátil para maior facilidade.

Eletroanalgesia: para diminuição da dor em joelhos com sensibilidade aumentada. Utilizamos o modelo Carci, de 4 canais, para maior abrangência.

 

 

Técnicas Manuais

Técnicas manuais oscilatórias: para relaxar a musculatura e corrigir a restrição dos deslizamentos articulares - quando indicados, o alívio da dor é imediato!

Técnicas de mobilizações com movimento: para a correção dentro do padrão de movimento e correção da restrição dos deslizamentos articulares - quando indicados, o alívio da dor é imediato!

 

 

 

tratamento com técnica de mobilização com movimento

 

 

 

Taping - Bandagens Adesivas

Bandagens para deslizamento da patela: reposicionamento da patela, favorecendo uma biomecânica mais adequada e podendo trazer alívio de 100% da dor.

Bandagens de diminuição de sobrecarga: usadas em tecidos ao redor da patela (como na gordura infrapatelar) para diminuir a carga e trazer alívio da dor.

 

 

 

Correção Biomecânica

A correção biomecânica, muitas vezes, vai depender de uma força muscular mínima. Portanto, o fortalecimento pode ter de ser feito antes para a correção biomecânica ser mais efetiva.

Feedback Sensorial: com uso de espelho e filmagem, pode se perceber os erros do movimento e corrigí-los melhor. O feeback é fornecido antes e durante a realização do movimento que precisa ser corrigido. Orientações verbais específicas também ajudam na correção dos movimentos.

FNP: técnica desenvolvida para aprimorar o recrutamento muscular e facilitar a correção do movimento. Nesta técnica, o Fisioterapeuta usa o contato manual para tornar a resposta dos músculos mais rápida e efetiva. Usado tanto para a correção do gesto esportivo de atletas como para os movimentos do dia a dia (agachar, caminhar, etc).

 

 

 

Queremos te ajudar a superar a Condromalácia Patelar! Temos o conhecimento, a experiência e um método de tratamento exclusivo para ajudá-lo! Não perca mais tempo!

 

 

 

Diga NÃO à Dor Crônica de Joelho!

 

 

 

Venha fazer seu tratamento conosco e evite a dor crônica!

Entre em contato pelo telefone/whatsapp (11) 9-6587-6510 e comece a recuperação de seu joelho já!

 

 

 

Exemplos de Tratamentos

Agora queremos lhe mostrar alguns exemplos de nossos atendimentos. Eles nos mostram a variedade de formas que a condromalácia se apresenta e como ela pode ser tratada com alta efetividade.

 

 

 

Exemplo 1 - resolução dos sintomas com apenas 2 sessões

mulher de 25 a 35 anos, praticante de corrida, começou a sentir dores após um alongamento feito de forma forçada. Se sentia com MUITA dificuldade de subir escadas, o que era necessário no local de trabalho, embora conseguisse correr com leve incômodo, que se iniciava após 10 minutos de prática (e que não estava presente antes de se iniciarem as dores). O que se observou foi que, ao subir e descer escadas, o joelho caía para dentro (valgo do joelho). Foi feita estabilização e correção do movimento através do uso das técnicas de facilitação neuromuscular proprioceptiva durante o movimento de subir e descer escadas (correção do movimento feita durante a atividade em que ele precisa ser corrigido). Após a segunda sessão paciente estava completamente sem dor (fosse ao subir escadas ou após corrida prolongada), sendo que foi continuada fisioterapia com adição de exercícios de estabilização e reequilíbrio muscular. Alta após a sexta sessão.

 

 

 

Exemplo 2 - resolução dos sintomas em 2 sessões

 

mulher de 45 a 55 anos, com dores de joelho que se iniciaram progressivamente na academia, aparecendo ao realizar exercícios de agachamento e afundo. Passou, também, a ter dificuldades ao subir escadas. Realizamos uma avaliação geral e uma avaliação específica do gesto esportivo, com foco no movimento do afundo e do agachamento e observamos algumas alterações que, quando corrigidas, permitiam a paciente realizar exercícios sem dor. Orientamos essas correções e pedimos que repetisse a atividade, sem dores ou sintomas, até que o movimento ficasse automatizado. Apenas duas sessões foram necessárias para a eliminação dos sintomas. Realizamos um trabalho de fortalecimento (a paciente estava afastada de exercícios de pernas e membros inferiores) e, num total de 6 sessões, estava sem limitações ao subir escadas ou ao realizar treino de musculação.

 

 

 

Exemplo  3 - diagnóstico errado e resolução dos sintomas em 3 sessões

 

Paciente do sexo feminino, 25 a 35 anos de idade, encaminhada com diagnóstico de "estiramento de quadríceps" e queixa na região interna da patela (parte de dentro do joelho). Nossa avaliação não identificou evidência de estiramento, apenas dor devido ao déficit de ativação da musculatura, especialmente do vasto medial. Realizamos re-treinamento da musculatura, em 3 sessões todos os sintomas foram eliminados.

 

 

 

Exemplo  4 - alta em 20 sessões

 

Mulher entre 35 e 45 anos de idade, com dores em ambos os joelhos que sempre "iam e vinham", mas que se agravaram e "vieram pra ficar", cerca de 4 meses antes de fazermos a avaliação inicial. Realizava exercícios (musculação e treino intervalado de alta intensidade - HIIT), mas interrompeu todos os treinos, quando as dores passaram a acontecer não somente após o treinamento, mas também durante. Tinha dificuldades em agachar, andar em terreno instável, ao caminhar ou ficar de pé por tempo prolongado, ao correr e subir e descer escadas.

 

Nossa avaliação nos indicou exercícios em ângulos e dosagem específicos para a paciente, com os quais iniciamos o tratamento. Com 8 sessões, as dores já estavam muito menores,  passamos a um treinamento mais intenso de toda a musculatura de membros inferiores e, paralelamente, começamos o retorno à corrida (na esteira - local habitual de treino). Com 16 sessões, sentia apenas leve incômodo no joelho ao correr, sem dores ou sintomas em outras atividades. Embora não apresentasse alterações importantes no gesto da corrida, havia uma leve alteração no posicionamento da bacia. Fizemos a correção através de orientações de foco interno (aquela que se pede ao paciente perceber o movimento e a alteração e corrigir) e isso eliminou completamente o incômodo. Continuou treinando com essa correção para automatização do movimento. Alta - sem quaisquer dores ou limitações - após a vigésima sessão.

 

 

 

Venha você também fazer um tratamento de alta efetividade para condromalácia patelar!

 

Entre em contato: (11) 9-6587-6510 (fone e whatsapp)

 

 

 

 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

AddThis Social Bookmark Button

 

 

Google+

DMCA.com

Todos direitos reservados a OPTIMA FISIOTERAPIA | 2010 Desenvolvido por: Guara