Lesões do Lábio Acetabular (Quadril)

 

 

Lesões do Lábio Acetabular (Lesões do Labrum) são lesões que ocorrem no quadril. Envolvem a ruptura da cartilagem que recobre a borda do acetábulo. Acetábulo é a concavidade onde o fêmur encaixa. Ou seja, é o local onde o fêmur (osso da coxa) se articula com a bacia.

 

 

 

O Labrum recobre a borda do Acetábulo

 

 

 

Elas podem ser tanto degenerativas (devido à sobrecarga repetitiva) ou traumáticas (evento único e intenso, como numa queda, por exemplo). Movimentos repetidos e rápidos, como girar, dobrar excessivamente a coxa, agachar, podem gerar uma lesão degenerativa. Quedas, pancadas podem causar lesões como fraturas e deslocamentos, que acabam por causar a lesão no Labrum.

 

Algumas alterações estruturais favorecem o desenvolvimento de uma Lesão do Lábio Acetabular. O Impacto Fêmoro-Acetabular, frouxidão ligamentar, a presença de má-formações ósseas (displasia), anteversão do colo femoral, epifiólise femoral, dentre outras.

 

Foram identificados 4 tipos de lesão do lábio:

Ruptura em flap radial: é o tipo mais comum, é a ruptura da borda livre do lábio;

Ruptura em Fibrilação Radial: Degeneração da margem livre, associada com artrose do quadril;

Rupturas excessivamente móveis: quando o lábio do acetábulo se solta;

Ruptura Longitudinal Periférica: ruptura numa direção longitudinal, na periferia do lábio. É o tipo menos comum.

 

O local mais comum é na região da frente do quadril embora possa haver lesão em outras regiões.

 

É uma lesão mais comum entre jovens ativos, especialmente em mulheres, mas que também pode acometer idosos. Em idosos, porém, as lesões do lábio acontecem mais por alterações degenerativas relacionadas à idade.

 

Dentre os sintomas estão travamentos e estalos na articulação, sensação de falseio e instabilidade articular, rigidez matinal, dificuldade em encontrar boa posição para dormir, dores na virilha e no quadril que podem se espalhar ou serem sentidas em outras regiões como joelho, região lateral da coxa e região glútea. As dores podem se intensificar ao longo do dia.

 

A fisioterapia nos casos de Lesões do Labrum visa corrigir os mecanismos que lesam o lábio. Se existe uma instabilidade devido à frouxidão ligamentar, irá se buscar a estabilização da articulação, caso existam músculos fracos ou curtos que predispõem ao impacto e lesão do lábio, eles deverão ser corrigidos. No caso de esportistas especialmente, vai se realizar uma análise do movimento esportivo, visando-se identificar em quais etapas estão ocorrendo movimentos ou alterações potencialmente lesivos do lábio, realizando-se então a reeducação do movimento. Identificar as alterações necessita de uma avaliação sofisticada e precisa por parte do fisioterapeuta, que deverá avaliar cada sistema, seja a estrutura óssea, os tecidos, músculos e articulações, assim como os padrões motores e o gesto esportivo.

 

 

 

 

Comentários   

#1 Frederico de O Souza 18-06-2013 21:11
tenho 42 anos, pratiquei triatlo dos 20 aos 40, em 2000 tive fratura por stress no colo do femur direito, passei por 2 cirurgias e próteses e voltei e a competir em 2002.Depois de 8 anos em 2010 _ ano em que fiz o ironman_ comecei sentir dores novamente nesse quadril,procure i profissionais e fiz exames e fui diagnosticado com IFA tipo pincer, estágio inicial. Abandonei a corrida e o triatlo, continuo participando de provas de ciclismo e nadando, mas as dores e incômodos nessa articulação continuam , principalmente quanto há aumento de volume e intensidades nos treinos e provas. Tenho uma limitação para visualizar a lesão no exame de ressonância, pois um parafuso metálico ficou ainda no colo e dá campo magnético. Gostaria de maiores informações sobre o que disponível nos grandes centros em termos de terapia e procedimentos de tratamento desse tipo de lesão. Estou disposto a viajar para consultas, Tenho muitos exames dos controles semestrais que faço.
Sou de Araguari-MG
Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

DMCA.com

Todos direitos reservados a OPTIMA FISIOTERAPIA | 2010 Desenvolvido por: Guara